Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Tejo e Sado

Por dentro dos dias e da vida

Por dentro dos dias e da vida

Crónica do Palácio - A Oeste nada de novo

Assim vai o Barreiro. Calmo, sereno. Tudo como dantes, ou seja… a oeste nada de novo!
A “rentré” no Barreiro, pode dizer-se, foi marcada pela apresentação das obras do POLIS, pela divulgação dos prémios da ILUSTRARTE, e pela apresentação da primeira acção da S.ENERGIA…

 

A Tertúlia do Palácio recomeçou mas, desta vez, o encontro registou-se no Pato Bravo ( um retorno às origens) dado que o Palácio está encerrado para férias.
Falou-se de tudo um pouco : das eleições no PSD, do Mercado do Marquês, da Festa do Avante, da imprensa local; da vida local do PS, do BE, do PSD e do PCP (falou-se baixinho…).
Ah, é verdade a questão que mereceu algum “confronto” foi o debate sobre João Soares – É ou não eleito do PS? Uns dizem que sim. Outros dizem que não. Há mesmo quem afirme que continua a ser militante do PS.
Enfim, para começar foi uma conversa animada, muito viva e a prometer futuras novidades.
Mas o interessante é que, neste regresso de férias, tudo se encontra como dantes, nada mudou e nada certamente vai mudar nos próximos tempos.

A Oeste nada de novo

O PSD está a arrumar a casa, envolvido nas suas eleições internas. Mas, por outro lado, não deixa de lançar as suas dicas e protestos, marcando alguns pontos ao nível da oposição.
O PS continua a vegetar. Não se sabe se existe como oposição. Nem se sabe se existe como partido. O PS anda por aí – até marcou presença nas Festas do Barreiro.
O BE que parecia ir emergir com uma estratégia própria, e, talvez, afirmar-se com uma dinâmica própria na vida da cidade – com o lançamento da iniciativa dos 100 anos da CUF – entretanto, parece que hibernou de novo.
O PCP localmente, envolvido com a Festa do Avante, deixa para os eleitos da Câmara o protagonismo político. Um erro que no passado pagou caro. A CDU é coisa que existe no papel.
Pelo que foi dito na Tertúlia, consta que o grande assunto local parece ser actualmente o Mercado do Marquês. Consta que existem blogues e debates animados. Um “fait divers”. Ou um assunto que agita corações.

A autarquia…marca!

Entretanto, a Câmara dá a conhecer as obras, aquilo que vai mexendo…agitando a opinião pública.
Enfim, numa casa onde o dinheiro é sempre pouco, portanto, vai-se mostrando o que é possível.
Enquanto Emídio Xavier mostrava o AMAC - como a sua grande obra – herdada da gestão CDU. Carlos Humberto mostra o POLIS – como sua grande obra – herdada da gestão socialista ( e, de facto, ao que parece, agora sem nós…).
Assim vai o Barreiro : calmo e sereno. Tudo como dantes, ou seja… a oeste nada de novo!
Quem está no poder, com pelouros, gere e faz o possível.
Quem está na oposição, sem pelouros, não gere, nem acrescenta nada ao quotidiano, nem sequer oposição que, diga-se, seria sempre útil.
A “rentreé” no Barreiro, pode dizer-se, foi marcada pela apresentação das obras do POLIS, pela divulgação dos prémios da ILUSTRARTE e pela apresentação da primeira acção da S.ENERGIA…ou seja, a autarquia…marca!
Amanhã e nos próximos dias as aulas vão arrancar, dando o pontapé de saída para o recomeço de um novo ano lectivo.
Enfim, terminaram as férias…vamos ao trabalho!
Foram as conclusões a que cheguei naquela que foi a primeira conversa, na Tertúlia do Palácio…no Pato Bravo.

António Sousa Pereira

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

COMUNICAÇÃO SOCIAL

AUTARQUIAS

ESCOLAS

EMPRESAS

BLOGUES DO BARREIRO

ASSOCIAÇÔES E CLUBES

BLOGUES DA MOITA

SAPO LOCAL

PELO DISTRITO

CULTURA

POLITICA

TWITTER

FACEBOOK ROSTOS