Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre Tejo e Sado

Por dentro dos dias e da vida

Por dentro dos dias e da vida

Vamos ao trabalho!

agato 102.JPG

 

 

Há dias que ficam gravados, dias que não esquecemos, dias que marcam mudanças, dias que guardamos e recordamos, são as efemérides inscritas no tempo que percorremos. Registos.

O dia 1º de Maio, é um desses dias que guardo e recordo - o de 1974, esse, vivi, ali, dentro do quartel, apenas sentindo a agitação na rua e os cravos lançados para nós, militares, que junto ao muro saudávamos a multidão em festa.

Depois, ao longo dos anos, no dia 1º de Maio, lá íamos rumo a Lisboa, eu e a Lurdes ( um companheiro permanente, sempre, era o Helder Marques).  Subir do Martim Moniz até à Alameda. Sonhar. Acreditar.

Houve, um destes 1º de Maio, que no dia seguinte, lá vinha, na primeira página do «Diário de Notícias», a caminhar de casaco ao ombro e de gravata. Era o único de gravata no meio da multidão, eu, de facto, marcava, ali, uma diferença, entre gangas. Uma foto, a cores, que enchia toda a primeira página do DN, naquele dia de Maio, que um olhar atento do fotógrafo registou. Não recordo o ano, mas sei que foi nos anos 80.   

 

Mas, o 1º de Maio que ficou gravado na minha memória foi no ano de 1981.

Nesse dia findava as minhas férias de ex-operário da Quimigal, onde laborei na fábrica de Zinco Metálico.

Nesse dia, era, igualmente, o meu primeiro dia de funcionário público na Câmara Municipal do Barreiro.

E, nesse, findava a minha função de Director de «O Jornal Daterra», que passou a ser exercida pelo meu saudoso amigo Manuel Seixo.

 

O 1º de Maio foi, de facto, para mim, um dia que se inscreveu, por dentro dos nervos da vida. Um dia que marcou mudanças.

Ontem, véspera do 1º de Maio, dei uma volta pelos territórios da Baía do Tejo, recordei os dias de operário, senti os cheiros do Contacto 7, recordei as ruas de terra batida e de lamaçal ou pó. Revivi por dentro das memórias aqueles dias que se inscreveram, feitos de sonhos e lutas.

 

Sentei-me, ali, nas bancadas do antigo campo de Santa Bárbara, do Grupo Desportivo da CUF/Fabril, a olhar a distância, recordando que aquele era um espaço fechado, inacessível à cidade, e, agora, ali estava, num espaço aberto e livre, no meio daquele silêncio, apenas quebrado pelo suave ruído da Sovena.

Recordei que foi nesses dias de operário, nos anos de 1979/80 que entrei para associado do Grupo Desportivo da Quimigal, onde fui frequentar a Escola Aberta e, onde, por várias vezes, integrei o Júri dos Jogos Florais da Quimigal, que contava com centenas de participantes de todo o país e do Brasil. Era uma referência e um grande projecto de promoção da cultura.

E, agora, neste ano de 2017, a convite de Faustino Mestre, aceitei partilhar com ele os sonhos de uma equipa que quer dar força e revitalizar o Grupo Desportivo Fabril.

Fui eleito para exercer o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Geral, espero cumprir e dar o meu contributo. Sinto uma enorme honra por assumir este cargo, num clube com uma longa história de referência local, regional, nacional e internacional.

Foi uma enorme alegria, sentir que, todos nós, merecemos a escolha dos associados, naquelas que foram das eleições mais participadas do clube nos últimos anos. Obrigado.

 

Ali, em véspera do 1º de Maio de 2017, sentado ao meio da tarde, no antigo Campo de Santa Bárbara, no último dia de Abril, estive, intencionalmente, para recordar na memória os dias que vivi na fábrica, onde senti as palavras a fugir dos nervos, o calor das escórias dos dias e uma grande esperança de futuro a marcar os vincos das ideias numa enorme vontade de pensar e agir com sonhos no coração. Sonhando!

 

Hoje, dia 1º de Maio, escrevo estas palavras, revivendo todos os sentimentos que marcaram e marcam este dia, no seu simbolismo histórico e real, de muitas homens e mulheres que viveram acreditando que é possível, é sempre possível, construir um mundo melhor.

Eu acredito, sim, apesar de tudo acredito, continuo a acreditar que é possível cada um, com a sua pequena acção, dar um contributo para deixarmos o mundo um pouco melhor que o encontrámos.

Vamos ao trabalho!

 

António Sousa Pereira

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

COMUNICAÇÃO SOCIAL

AUTARQUIAS

ESCOLAS

EMPRESAS

BLOGUES DO BARREIRO

ASSOCIAÇÔES E CLUBES

BLOGUES DA MOITA

SAPO LOCAL

PELO DISTRITO

CULTURA

POLITICA

TWITTER

FACEBOOK ROSTOS