Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre Tejo e Sado

Por dentro dos dias e da vida

Por dentro dos dias e da vida

Uma tarde entre palavras e fotografias

avarzea 005.JPG

 

 

Hoje, à tarde, num momento de pausa, daqueles que nós gostamos de ter para nós mesmos, sentei-me a ler, o livro «Sintonias», de Rute Pio Lopes. Mergulhei por dentro das suas palavras-poemas e nas suas fotografias. Fui folheando suavemente, assim como quem está a ler, ver e sentir.

Suas palavras-poemas tocam por dentro dos dias, desnudam sentimentos. Suas imagens prendem o olhar, em espaços que fazem parte do quotidiano. É uma leitura suave por dentro de palavras e lugares. Paisagens que são motivo para reflexão. Emoções. Pensamentos.

Sente-se a forma simples e serena como Rute Pio Lopes se debruça sobre os dias e sobre a vida. Um pensar forjado em palavras que nascem de imagens vividas pela sua objectiva. Gostei da pureza das palavras e da força das imagens,

 

Depois, levado neste encontro com a fotografia e as palavras, voltei a reler , o livro que vai ser lançado no próximo dia 9 de Julho, pelas 16 horas, na Igreja de Santo André.

É um livro que podemos abrir uma página, ao acaso, e, nele, mergulhamos, de forma serena numa energia que nos envolve, pelo encanto das fotografias, pelos pensamentos que são propostos para reflexão.

Um livro que permite sentir o tempo, por dentro do tempo, que funciona como um motor que trabalha ao ritmo de sentimentos – a fé!

A fé que pode ser uma crença, ou até mesmo, uma vontade que nos move para agir – Nunca desistas!

Percorremos as páginas e sentimos a força da fotografia – registo de um instante – que se eterniza, no espaço e na vida.

Lemos o pensamento e cruzamos o pensar com o olhar, a imagem refresca os olhos, o pensamento estimula os nervos.

É um livro que nos ajuda, que auto-motiva. Um livro que podemos dizer -  vemos, ouvimos e lemos – e sentimos no coração.

Um livro que é um conselheiro. Um livro que pode ser o ponto de partida de um qualquer dia, acordamos, abrimos uma página - lemos e vemos – e mergulhamos por dentro dos desafios da vida. Uma vida que seja ela aquilo que for, Isabel Mateus Braga no deixa um desafio para ser e fazer o quotidiano, existe uma «arma» essencial – a fé!

Esta algarvia, minha conterrânea, é mesmo uma marfada!

Está lindo! Beijos.

 

António Sousa Pereira

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

COMUNICAÇÃO SOCIAL

AUTARQUIAS

ESCOLAS

EMPRESAS

BLOGUES DO BARREIRO

ASSOCIAÇÔES E CLUBES

BLOGUES DA MOITA

SAPO LOCAL

PELO DISTRITO

CULTURA

POLITICA

TWITTER

FACEBOOK ROSTOS