Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Tejo e Sado

Por dentro dos dias e da vida

Por dentro dos dias e da vida

Leonel Coelho de Alhos Vedros, concelho da Moita No dia que assinala 80 anos lança o livro «Marcas nos Chãos»


Leonel Coelho de Alhos Vedros, concelho da Moita<br>No dia que assinala 80 anos lança o livro «Marcas nos Chãos»Leonel Coelho, conhecido associativista de Alhos Vedros, no concelho da Moita, comemora hoje, dia 27 de Dezembro os seus 80 anos de vida.
Para assinalar a efeméride, nesse dia, pelas 21h30, na Academia 8 de Janeiro de Alhos Vedros, será apresentado o seu livro «Marcas dos Chãos»

Leonel Coelho é uma personalidade conhecida pela sua intervenção associativa e política no concelho da Moita, desde antes do 25 de Abril.
Por diversas vezes foi candidato à presidência da Câmara Municipal da Moita, pelo PCTP/MRPP, e também candidato a deputado à Assembleia da República, como cabeça de lista pelo distrito de Setúbal.
Leonel Coelho, foi diversas vezes presidente da Direcção da Academia de Alhos Vedros, é estimado como um resistente, um lutador, um homem que tem sido a força e a vontade ao longo dos anos, para juntar o trabalho de gerações e manter viva a Feira do Livro de Alhos Vedros, há mais de 40 anos.

http://www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=6000018&mostra=2

Europa da «Igualdade» versus EUA da «Liberdade»

António Câmara, cujos textos admiro, numa crónica recente na página on line da Rádio Renascença, comentava que a “diferença fundamental” entre os EUA e a Europa é que nos EUA – “acredita-se que as estrelas fazem a diferença”, enquanto na Europa – “a equipa sobrepõe-se sempre às individualidades”.

« O “star system” americano é ideal para um mundo em que a atenção é um recurso escasso» - sublinha António Câmara.

Sistema esse que, na sua opinião - “tem outra vantagem: a de homenagear singularmente os que nos demonstram como é bom estarmos vivos”.

 

Este seu texto fez-me pensar sobre aquilo que tenho considerado a ser a diferença cultural que separa a Europa dos EUA.

Na minha opinião a cultura dos EUA têm por base o conceito de LIBERDADE, enquanto a cultura da Europa tem por base o conceito de IGUALDADE.

A conceito «Liberdade», obviamente, valoriza o papel do individuo na história, enquanto o conceito «Igualdade» tende a valorizar como essenciais, para a história, as dinâmicas sociais – a(s) classe(s).

 

Esta é uma discussão que, certamente, vai continuar, por muitos anos na história da humanidade, uma discussão marcada por estigmas, por valores filosóficos, políticos e religiosos.

É óbvio que o trabalho de uma equipa é importante, mas, também é óbvio que, muitas vezes, numa equipa, há um individuo que estimula, lidera e faz a diferença – para ao bem ou para o mal.

 

Quando se fala em reconhecer, singularmente, trata-se, naturalmente, como sublinha António Câmara, de dar relevo aos que – “nos demonstram como é bom estarmos vivos”.

São aqueles que são exemplos de vida – homens ou mulheres – que pela sua acção, pela sua capacidade, pela sua vivência, são alguém em quem nos revemos e sentimos com referência para a transformação e valorização das nossas vidas.

Por essa razão, é necessário encontrar um ponto de encontro, entre a importância da equipa e a importância daqueles que, sabemos, sem equipa não concretizavam, mas que a equipa sem eles, teria dificuldades em concretizar os seus objectivos ou ser diferente daquilo que é…ou foi, ou será.

 

Nem o individuo sozinho escreve a história. Nem a história avança sem o contributo individual de cada um e com o pleno reconhecimento que, no conjunto, há indivíduos sem os quais a história não se escreve da mesma forma.

Há quem teime em não aceitar esta realidade, quer ao nível da relação individual, quer ao nível das dinâmicas sociais.

Mas, a história continua…e o sol gira!

 

António Sousa Pereira

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

COMUNICAÇÃO SOCIAL

AUTARQUIAS

ESCOLAS

EMPRESAS

BLOGUES DO BARREIRO

ASSOCIAÇÔES E CLUBES

BLOGUES DA MOITA

SAPO LOCAL

PELO DISTRITO

CULTURA

POLITICA

TWITTER

FACEBOOK ROSTOS